Homem é preso por direção perigosa de veículo em Itaporã

direcao perigosa

No domingo, por volta das 21 horas, a Polícia Militar estava realizando rondas pela rua Duque de Caxias, em Itaporã, quando se deparou com o condutor de uma GM S10, placa KKZ-3863 de Dourados, atravessando redutores (quebra-molas) na via em alta velocidade.

Os policiais deram ordem de parada ao condutor que não obedeceu, sendo acompanhado e abordado na Avenida José Chaves da Silva. O condutor foi identificado como sendo I.Z.M de 31 anos, o qual não deu explicações plausíveis sobre a sua atitude na direção do veículo.

Foi solicitado que o homem fosse submetido ao teste de alcoolemia e o mesmo recusou. Diante dos fatos, o homem foi encaminhado à Polícia Militar para confecção dos procedimentos administrativos de trânsito e posteriormente encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para as providências. O veículo foi encaminhado ao Detran

Douradense é assassinado em fazenda em Porto Murtinho

douradense assassinado

O corretor de imóveis Pedro Batista dos Santos Neto de 44 anos, o Pepê foi morto na noite de ontem na fazenda da família dele em Porto Murtinho. De acordo com as primeiras informações ele teria sido degolado por um suspeito que já foi identificado pela polícia. Pedro cuidava a algum tempo da propriedade rural e era irmão do delegado aposentado da Polícia Civil Sebastião Auro.

Policiais civis e militares de Porto Murtinho estiveram no local e o corpo já seguiu para Dourados onde será velado Complexo Primavera nos fundos do Lar Santa Rita.

Policiais da região estão ouvindo testemunhas e outros estão em busca do suspeito. O motivo do crime ainda não foi informado.

O delegado aposentado Sebastião Auro acompanha pessoalmente o trabalho de liberação do corpo do irmão que deve chegar a Dourados no começo da noite.

Homem com tornozeleira eletrônica é assassinado em Itaporã

tornozeleira

Homens que estavam em um carro de cor escura executaram no começo da noite desta sexta-feira (19) em Itaporã, um jovem que estava cumprindo pena por tráfico de drogas e no momento do crime estava com tornozeleira eletrônica.

Éder Vera do Nascimento de 24 anos estava saindo da casa da mãe dele na rua Aral Moreira, quando os assassinos chegaram e efetuaram cerca de 10 tiros de pistola contra ele. A vítima ainda tentou escapar correndo para dentro da residência, mas caiu ferido na porta da casa.

Familiares acionaram o socorro, mas quando uma equipe da Secretaria de Saúde de Itaporã chegou ao local, os socorristas constataram que Éder já estava morto.

Testemunhas disseram que depois do crime os assassinos fugiram no sentido do distrito de Montese pela MS 156.

Policiais militares estão fazendo a preservação do local no aguardo da Perícia Técnica da Polícia Civil de Dourados que está seguindo para Itaporã.

Lúcia Maria Bezerra da Silva é encontra morta dentro de casa, em MS

LUJCIA MARIA

Lúcia Maria Bezerra da Silva, de 64 anos, foi encontrada morta na noite de ontem (19) dentro de sua residência. O corpo apresentava ferimento na cabeça, nua e muito sangue espalhado pelo chão, quando foi encontrada por familiares.

O caso aconteceu na Rua Tiozo Kai, no Residencial Portal do Parque, em Nova Andradina. Também haviam sinais de luta pelo quarto onde estava o corpo, conforme o Jornal da Nova.

O caso é investigado pelo SIG (Seção de Investigações Gerais) da Delegacia de Nova Andradina, sob a coordenação do delegado Rafael de Souza Carvalho.

A solícia Civil suspeita de latrocínio (roubo seguido de morte), pois a porta do imóvel estava arrombada. Peritos da Polícia Civil ainda estão no local do crime.

Morte no cinema em Dourados ocorreu por causa de uma poltrona em sala com 219 vazias

morte no cinema

Delegado concluiu inquérito e indiciou policial militar que efetuou disparo fatal com briga encerrada por homicídio

O assassinato do bioquímico Julio Cesar Cerveira Filho, de 43 anos, ocorreu por causa de briga motivada pela ocupação indevida de uma poltrona em sala de cinema com 219 lugares vagos. A vítima foi morta em Dourados no início deste mês com um tiro disparado pelo policial militar Dijavan Batista de Souza, de 37 anos, preso desde então e indiciado nesta semana pela prática de homicídio.

Finalizado na quinta-feira (18) pelo delegado Francis Flávio Tadano Araújo Freire, da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Dourados, o inquérito colheu depoimento de 20 testemunhas, teve oito perícias 13 diligências realizadas, além de contar com análise das imagens de câmeras de vigilância fornecidas pela empresa que administra o cinema do shopping.

A investigação sobre o homicídio ocorrido às 14h15 do dia 8 de julho na sala 1 do cinema, que exibia filme infantil, concluíram ter ficado provado “que a morte da vítima Julio Cesar deu-se por traumatismo crânio encefálico produzido por projétil de arma de fogo”. “Ficou esclarecido que ocorreu um único disparo a curta distância”, detalha o inquérito.

O delegado menciona ainda que as imagens disponibilizadas pelo cinema ratificaram as provas testemunhais de que, antes do disparo, a vítima teria agredido fisicamente o autor. Essa versão foi mantida pelo policial desde a prisão em flagrante.

 

“O indiciamento inicial pelo crime de homicídio foi mantido ao final do inquérito, haja vista a existência da versão que o disparo da arma de fogo ocorreu quando a contenda tinha momentaneamente se encerrado”, pontuou o delegado.

Em outros detalhes apurados na investigação, é possível entender que a morte ocorreu por causa de briga motivada pela ocupação indevida de uma poltrona em sala de cinema com 219 lugares vagos.

Policial militar há 15 anos, Dijavan estava lotado na PMA (Polícia Militar Ambiental) de Dourados, onde chegou a permanecer preso na semana do crime. Contudo, foi transferido para o Presídio Militar de Campo Grande por determinação judicial, que converteu a prisão em flagrante para preventiva.

A arma utilizada no crime, uma pistola Smith Wesson, calibre .40, não tem registro, conforme o boletim de ocorrência. Questionado pelo delegado Rodolfo Daltro sobre o motivo de portar uma arma sem registro, o policial argumentou ser herança do pai, bombeiro da reserva falecido há dois anos, e disse usá-la de vez em quando por ser leve e portátil.

Ele justificou que a pistola disponibilizada pela PMMS (Polícia Militar de Mato Grosso do Sul), uma IMBEL MD7, “é extremamente pesada e grande”. (Com informações de André Bento)

Ex-namorado não aceita fim da relação e mata jovem de 20 anos com facada no pescoço

ex-namorada
Daiane Oliveira Barbosa, 20, foi morta no começo da tarde de quinta-feira (18), em Confresa, Mato Grosso (1.160 km a nordeste de Cuiabá), com uma facada no pescoço. O suspeito do crime é o ex-namorado dela, que não aceitava o fim do relacionamento, e está foragido.
 
Conforme as informações, Daiane estava em sua casa, na companhia de dois menores, que são seus vizinhos, de 13 e 7 anos. Em certo momento, as crianças foram até o mercado e Gedeon Silva Morais, 25, ex-namorado dela, invadiu o local.
 
Ele teria partido para cima dela, houve uma luta corporal e em seguida, deu uma facada n o pescoço de Daiane. Quando ele estava fugindo, as crianças chegavam na casa e o viram pulando o muro com uma faca suja de sangue. Ambulância foi até o local e constatou a morte da jovem.
 
Relacionamento abusivo 
 
A tia da vítima, que registrou o caso na delegacia, informou que Gedeon é agressivo e que mantinha um relacionamento abusivo com a sobrinha. 
 
Segundo ela, o casal morava junto, mas ela voltou para a casa na terça-feira (16), após terminar o relacionamento. 
 
Vítima havia relatado à família que era vítima de agressões, ameaças e cárcere privado. A polícia faz diligências em busca do suspeito, que fugiu após o crime.

Polícias estaduais apreendem cerca uma tonelada de maconha por dia em MS

maconha-1

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em média 178,1 toneladas de drogas foram retiradas de circulação durante os primeiros seis meses de 2019. O número mais expressivo de apreensões é o de maconha, totalizando 174,5 toneladas, isso significa um aumento de 21%, em relação ao resultado de 2018. O balanço apresentado aponta que em média 966 quilos desta droga são apreendidos diariamente.

As ações que resultaram na apreensão dos entorpecentes envolveram, principalmente as equipes Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), do 14º Batalhão da Polícia Militar Rodoviária (BPMRv), Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron).

De acordo com o comandante da Polícia Rodoviária Estadual, tenente-coronel Wagner, as apreensões feitas pela unidade cresceram 22%, ou seja, foram tiradas de circulação mais de 37 toneladas de drogas somente neste semestre. “A PMR tem investido fortemente na presença policial, inteligência, análise criminal e utilizando de toda tecnologia disponível no enfrentamento ao crime, consciente de que ao barrarmos drogas em Mato Grosso do Sul o ciclo criminoso que atinge a todo o país é cortado”, enfatizou o tenente-coronel.

Entre janeiro e junho deste ano, em ações diárias de repressão ao tráfico de drogas em Campo Grande, a Denar apreendeu 624,5 quilos de maconha e 95,4 de cocaína. Além disso, foram registrados 224 boletins de ocorrência, 54 pessoas detidos por posse de drogas, 565 inquéritos instaurados e 178 termos circunstanciados de ocorrência (TCO), para apurar o tráfico de drogas na Capital.

Conforme o delegado titular da Delegacia Especializada, a unidade tem atuado em três frentes, sendo elas a repressão ao narcotráfico, a prevenção ao uso de drogas, com palestras em escolas públicas e privadas e também na destruição de drogas, trazendo um caráter pedagógico aos trabalhos desenvolvidos. “É uma forma de demonstrarmos à sociedade tudo o que produzimos em termos de combate ao crime desde o começo, com o a prisão, passando pela condenação e chegando a ação fim de combate ao narcotráfico que é a destruição daquilo que foi apreendido”, explica Ferrari.

Diretamente ligado à Sejusp, o DOF realiza o policiamento de recobrimento ao longo da faixa de fronteira e, somente nos primeiros meses de 2019, tirou de circulação 55 toneladas de drogas. O comandante do departamento, tenente-coronel Marcos Paulo, destaca que esse resultado se deve as estratégias adotadas pela direção DOF, entre elas está a otimização dos meios que permite a realização de uma análise mais aprofundada em relação ao mapa de criminalidade e às ações integradas das áreas de inteligência das polícias do Estado.

“Os números mostram que o nosso planejamento está produzindo efeitos positivos para a segurança pública. Para se ter uma ideia em todo o ano de 2018 apreendemos 66 toneladas, e somente no primeiro semestre já quase chegamos ao mesmo resultado. Sem contar as apreensões de 77.225 mil pacotes de cigarros, 410 veículos apreendidos e 69 recuperados, além de 180 pessoas presas e 39 foragidos da Justiça capturados”, pontuou o comandante do DOF.

Desde 2014, Mato Grosso do Sul divide com a União o papel de combater o narcotráfico no Estado, que é considerado um “corredor do tráfico” em razão dos 1.517 quilômetros de fronteira com o Paraguai e Bolívia. De lá para cá, as forças policiais estaduais já apreenderam 1.462.407,33 toneladas de drogas, principalmente maconha e cocaína, que tinham como destinos os grandes centros nacionais e internacionais.

Estelionatário é preso após tentar dar golpe ‘auxiliando’ pessoas em banco em Dourados

estelionatario

osé Roberto G. T, de 55 anos, natural de Campos dos Goytacazes (RJ), foi preso por estelionato na manhã de hoje (17), em Dourados.

A guarda municipal foi acionada por populares que estavam próximo ao Banco Bradesco, pois uma pessoa havia detido José Roberto dentro da agência.

Ele disse que iria auxiliar a pessoa a fazer o depósito bancário, retirou o envelope a força da mão da vítima e depositou um envelope vazio escondendo o envelope com dinheiro na cintura, ao perceber a ação a vítima pegou de volta o envelope, porém José Roberto tentou correr, mas acabou sendo detido.

Na delegacia, ele disse se chamava Roberto Chaves Coelho, tinha vindo de Minas Gerais e passado por Campo Grande, estava em Dourados como representante comercial. Foi checado os documentos do mesmo e na CNH é o checar o número do CPF apareceu a foto de uma outra pessoa.

Indagado ele disse que poderia ser erro de digitação, porém estava caindo em muita contradição, e depois acabou confessando que possui um mandado de prisão expedido em Sergipe por estelionato, ele relatou ainda que a CNH é falsa, foi adquirida na Bahia pela quantia de R$ 200.

Polícia de Dourados procura encapuzados que fizeram casal e criança de reféns

crianças refens

A polícia de Dourados procura dois bandidos que na noite de ontem (15) assaltaram uma casa no Parque das Nações, bairro da região leste da cidade. O dono da casa de 46 anos, a mulher de 36 e o filho do casal, de 6 anos de idade, foram rendidos e feitos de reféns pelos assaltantes encapuzados.

De acordo com a ocorrência policial, o assalto aconteceu na Rua Vereador Ataulfo de Matos, no Parque das Nações I. A mulher e o filho do casal estavam na casa quando foram rendidos pelos dois bandidos encapuzados. Eles pularam o muro e quando a moradora abriu a porta da sala foi colocada sob a mira de um revólver.

Ela e o filho foram levados pra o quarto e amarrados com fita adesiva. Depois os assaltantes passaram a revirar a casa procurando objetos de valor. Até a aliança da moradora foi retirada de sua mão.

A dupla permaneceu na casa por quase duas horas, até a chegada do dono casa. Assim que chegou, ele parou a caminhonete F1000 1988 na frente e entrou na casa, momento em que foi rendido pelos dois assaltantes armados e levado para o quarto onde estavam a mulher e o filho pequeno.

O morador também foi amarrado com fita adesiva e os assaltantes pegaram a aliança dele, pulseira, dinheiro e a chave da caminhonete. Logo após ouvir o barulho da caminhonete deixando o local ele conseguiu se soltar e chamar a polícia.

As vítimas afirmaram que os assaltantes usavam jaquetas pretas e luvas e por algum momento conversavam entre eles em guarani, língua falada por pessoas de nacionalidade paraguaia e tribos indígenas do sul de Mato Grosso do Sul. A F1000 foi encontrada abandonada na Vila Nova Esperança com a chave no contato. (com informações do Campo Grande News)

Homem é assassinado a tiros em conveniência em Dourados

plantão-policial-5-1

Foi confirmado o óbito de um homem baleado no final da tarde desta segunda-feira (15/7), região do Jardim Guanabara, em Dourados.

O crime ocorreu em uma conveniência localizada na rua Francisco Luiz Viegas.

Conforme apurado de forma preliminar, a vítima foi identificada como Reinaldo Benitez Ortiz, 43, conhecido como “Reinaldinho”. Ele foi atingido por vários disparos.

O socorro chegou a ser acionado, porém, quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local, confirmou-se a morte.

A polícia deu início às investigações.